Você sabe como evitar doenças no verão?

Quando o verão se aproxima ficamos muito propícios á doenças. Este blog é para te orientar a evitar e prevenir essas doenças, fazendo com que sua saúde fique intacta o verão todo, para que você aproveite ao máximo.

O calor e a umidade deixam o corpo mais exposto á doenças no verão. Frequentar praias e piscinas também podem ser agentes de transmissão de doenças, pois esses locais geralmente tem uma aglomeração grande de pessoas e são ambientes, que pela proximidade e contato com outras pessoas, podem ser facilitadores para o contagio e proliferação de doenças, além disso para tirar as dores musculares um massageador auxilia no alivio da dor no corpo.

Muita gente viaja para aproveitar as praias no verão e acaba optando por fazer a alimentação em barracas de praia ou até mesmo com vendedores ambulantes, ingerindo alimentos diversos sem saber de sua origem e preparo, aumentando ainda mais a possibilidade de uma contaminação alimentar e o controle de pelo por balança digital é uma alternativa na prevenção de doenças da obesidade..

Acima citei a intoxicação alimentar como um exemplo de doenças que podemos nos contagiar no verão, mas além dela há muitas outras, veja:

  • Conjuntivite;
  • Dengue, Chikungunya e Zika;
  • Desidratação;
  • Insolação;
  • Micoses;
  • Otite (infecção do ouvido).

Saiba como evitá-las:

  • Conjuntivite: A conjuntivite é uma inflamação na membrana que reveste os olhos, e é percebida com uma irritação que pode ser causada pelo sal do mar ou pelo cloro de piscina de clubes. Pode ser transmitida também por bactérias e vírus.

Para que se tenha cuidados e precauções e seja evitado o contagio, procure usar óculos de natação e lavar os olhos depois de sair da piscina ou água do mar. Evite contato com pessoas que estão infectadas.

  • Dengue: A dengue se inicia com uma febre causada por um vírus, provocando sintomas como náuseas, vomito e cansaço E sua forma mais grave pode levar a morte. A dengue é transmitida por um mosquito, que se reproduz em água parada. No verão, as chuvas aumentam e o número de criadouros para esses mosquitos também.

A maneira mais eficaz de se evitar o contagio da dengue é impedir a reprodução desses mosquitos, eliminando recipientes que possam acumular água parada, ou mesmo o uso de mata mosquito.

  • Desidratação: No verão por mais que a vontade de ingerir bebidas geladas aumente, muitas vezes esquecemos de beber água. A desidratação se dá quando a pessoa ingere menos quantidade de liquido que o corpo precisa, tendo como sintomas mal-estar, dor de cabeça e pode levar a insuficiência renal.

Nos últimos anos o verão tem sido maçante, e suamos mais que o normal, sendo um mecanismo do corpo necessário para manter a temperatura ideal.

Para se evitar a desidratação beba muito líquido, de preferencia água. O consumo ideal para os adultos é de dois litros de água. Sucos e chás também são uma boa opção, já sucos e refrigerantes não são indicados, pois o liquido não é tão bem absorvido pelo nosso organismo. O consumo de cerveja também não é ideal, pois o álcool possui efeito diurético, e faz com que a pessoa perca muita água pela urina.

  • Insolação: Se dá pela exposição exagerada ao sol, em especial nos horários mais quentes como por exemplo, das 10h da manhã até as 16h da tarde do horário de verão. A grande exposição ao sol forte pode causar graves queimaduras na pele e desidratação. Em casos muito graves, a temperatura muito alta prejudica o funcionamento do organismo. Para que você não tenha problemas com o sol, use tecidos leves e roupas mais largas. Faça o uso de protetor solar, repassando conforme o período necessário.
  • Micoses: As micoses são fungos que se proliferam na pele, principalmente nas dobras do corpo copo virilhas e entre os dedos dos pés. Causam irritação e coceira excessiva, podendo provocar infeção.

Ambiente quente e úmidos são ideias para os fungos, podendo ser transmitidos pela areia ou pelo piso em torno das piscinas. Para que você não tenha problemas como esses, seque bem o corpo após sair do banho, piscina ou praia. Uma boa dica também é secar o cabelo a frio, para evitar micoses no couro cabeludo ou mesmo ter um desumidificador de ar, ajuda a retirar a umidade do ambiente.

  • Otites: Esta é uma inflamação do ouvido, que geralmente se da na parte externa do ouvido. Esta inflamação acontece por conta da irritação provocada pela água que entra no ouvido, podendo conter fungos e bactérias. Se você passa por situações desse tipo, cotonetes são muito recomendados para secar os ouvidos. Usar bolinhas de silicone nos ouvidos durante mergulhos e banho de mar evita que entre água.

Se você se atentar aos nossos artigos, seu verão será muito proveitoso. Fique atento em nossas redes.